terça-feira, 9 de dezembro de 2008

O tempo e o melhor amigo do desafeto!




Quem somos nós diante do tempo?
Será que as coisas são reais?
O que é questionável diante dele?
Tempo?
O que é isso?
Tudo mudou em tão pouco"TEMPO".
Ahhhhh tempo..
Era tudo muito estranho...Aquela garota sofria pelo abandono de um afeto vivido, ele a deixou sem dar explicações verdadeiras.Mas como naquela vida nada acontecia em parâmetros convencionais, algo estava prestes a acontecer mudando completamente a situação!
O melhor amigo do desafeto tornou-se confidente diário daquela menina.
Conversas, telefonemas, até surgir um convite para um passeio comum numa tarde de sábado.
Ela aceitou, estava mesmo abalada, precisava sair um pouco daquele "fundo de poço" que se enfiara, pois o desafeto dizia não querer mais nada com a garota, mas vivia ligando, atormentando, não deixava ninguém entender o que ele realmente queria.
...
Naquela tarde de sábado a garota e o melhor amigo do desafeto andaram, conversaram(em grande parte do tempo sobre o tal do desafeto), tomaram umas e outras, enfim...Foi uma tarde super agradável.
Ao se despedirem a garota quis um beijo...E aconteceu.Os dois foram embora saltitantes!
E dali em diante tudo mudou.

O desafeto passou a ser terceiro plano. A garota e o melhor amigo de seu desafeto se apaixonaram!Continuaram a se ver até surgir uma proposta de namoro.

O fato é que a garota e "melhor amigo" vivem uma grande história de amor e já faz algum tempo.
Agora o desafeto sabe-se lá Deus o que virou...parece que amizade dos dois(entre o melhor amigo e o desafeto), não acabou....Mas pelo menos estranha deve ter ficado.
O melhor amigo e a garota estão muito felizes...

O desafeto......
Olha...nunca mais apareceu!E também já faz um bom tempo!

11 comentários:

Katia disse...

nussaaa é surreal essa parada de tempo msm

so o tempo resolve tudo ne o carinha provavelmente esqueceu \o/

Bjao =]

Diego disse...

é mas na verdade nem o tempo consegue mudar...

Miriã Soares disse...

Não achei insana essa transcrição de seus sentimentos... gostei!!! bjs

Isis :) disse...

JIOJSIOAJSAIOS noossa,assustei com o titulo grandão heim O.õ

Balinha disse...

Que poético. Contém muita magia.
Parabéns por se expressar.

http://bsalgada.blogspot.com/2008/12/casa-nova.html

Petite Femme disse...

por mais que tentemos controlar o tempo, é sempre ele quem nos controla.
já vi acompanhei histórias como essa de perto e o tempo, às vezes, tenta mostrar certas coisas pra gente, mas se não percebemos na hora que ele acha adequada, ele corre, passa rápido e não volta atás.

bjs

Petite Femme disse...

ah, e muito agradecida pelo selo.

muita luz!

bjs

PequenAprendiz disse...

Olá Lê!

Esse tempo que nos traz e que nos leva. Que põe sorrisos e lágrimas no rosto. Não nos resta muito senão aceitá-lo e ajustar os passos com ele.

Gostei mesmo foi da expressão "o desafeto" Lol!
Muito bom!

Obrigada por sua visita!
Blog atualizado!

Beijo moça!

Tatiana Rodrigues disse...

"O que é questionável diante dele?"

Tudo é questionável
Nada eh pra sempre!

Isso virou praticamente um mantra pra mim...

Linda forma de expressão!!

Beijoss!

josue mendonca disse...

olá querida
obrigado pela visita..
[ o tempo..há o tempo..às vezes, só o tempo mesmo,rss

grande abraço
ótima semana

:.Lucas Silva e Silva.: disse...

Puts! ...
Sabia não que tu estava assim... TÃO POÉTICAMENTE FODONA!...
Uma coisa q o tempo ainda não resolveu ...é a saudades dos amigos q estão distantes ...
Mas vou deixar uam frase q gosto muito de Nana Caymmi na música Resposta ao tempo
"Respondo que ele aprisiona
Eu liberto
Que ele adormece as paixões
Eu desperto"

P.S: Visite lá o blog deste amigo seu!